O Canal farma continua em alta no 1º trimestre, mas abaixo da meta ” Panorama Farmacêutico – Imã de geladeira e Gráfica Mavicle-Promo

imagem06 05 2019 16 05 53imagem06-05-2019-16-05-53o Canal farma continua em alta no 1º trimestre, mas abaixo da meta

Os três primeiros meses do ano mostraram um aumento dos lucros e as vendas do comércio varejista e da indústria farmacêutica, mas ainda assim abaixo da meta estimada pelas empresas. A Hypera Pharma registrou um lucro líquido de R$ 321,2 milhões no primeiro trimestre de 2019, o crescimento de 7,1% em comparação com o resultado obtido no mesmo período do ano passado. A receita líquida somou r$ 383,6 milhões, uma queda de 58,7%, em função da otimização de capital de trabalho, que resultou na redução das vendas em produtos de prescrição e consumer health.

Apesar do resultado, os acionistas da companhia aprovaram, no mês de abril, um vigoroso projeto de expansão ao anunciar o investimento de R$ 570 milhões em 2019. Pouco mais de 30% do aporte total de us $ 175 milhões – será aplicado em pesquisa e desenvolvimento de medicamentos e produtos de HPC. Outros R$ 375 milhões serão revertidos para a modernização das operações e R$ 20 milhões estão reservados para a atualização dos sistemas e processos de TI.

Já a Pfizer apresentou um lucro líquido de US$ 3,884 mil milhões, com um aumento de 9% em relação ao primeiro trimestre do ano passado. O crescimento da receita foi de 2% na comparação anual, ficando em US$ 13,118 bilhões nos três primeiros meses do ano.

Genéricos como alavanca de crescimento

Os medicamentos genéricos ocuparam o posto de motor de crescimento da indústria farmacêutica no país, registrando a maior expansão na venda de unidades no primeiro trimestre deste ano. O crescimento foi de 9,28% nas vendas em unidades contra igual período do ano anterior.

No total, foram comercializados 356,7 milhões de unidades de genéricos no país contra 326,4 milhões de unidades no primeiro trimestre de 2018, de acordo com dados apresentados pela consultoria IQVIA a pedido da Associação Brasileira das Indústrias de Medicamentos Genéricos (PróGenéricos). O crescimento dos genéricos é de quatro pontos percentuais maior do que o verificado para o mercado farmacêutico total, que fechou o primeiro trimestre com o 5,28% de crescimento, registrando 1,038 milhão de unidades comercializadas.

Varejo desafiador

O RD – as Pessoas, a Saúde e o bem-Estar (proprietárias das redes droga Raia e Drogasil), fechou o primeiro trimestre com uma receita bruta consolidada de r$ 4.153,9 milhões, um aumento de 15,3% em relação ao mesmo período do ano anterior. O lucro líquido atingiu R$ 105,5 milhões no trimestre, uma redução de 13% sobre o mesmo período de 2018. A empresa atingiu uma margem líquida de 2,5%, uma retração de 0,9% no primeiro trimestre de 2018.

Os custos de vendas totalizou R$ 795,1 milhões, o equivalente a 19,1% da receita bruta, resultado dos gastos pré-operacionais relativas ao novo CD que será aberto em Guarulhos, na segunda metade de 2019, e também os custos incrementais de transporte com operação no estado do Pará.

Distribuição em alta

No primeiro bimestre deste ano, de acordo com a Associação Brasileira de Distribuição e Logística de Produtos Farmacêuticos (Abradilan), entidade que reúne 138 empresas distribuidoras de medicamentos e produtos de higiene pessoal e cosméticos, houve um crescimento de 10,3% nas vendas de medicamentos e não medicamentos (HPC) em comparação com o mesmo período de 2018. As vendas chegaram a us$ 883 milhões, contra us$ 801 milhões do ano passado. Em unidades, o aumento foi de 6,5%, totalizando 160 milhões contra 151 milhões de 2018.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/05/03/automacao-industrial-e-maquinas-inteligentes-chegam-com-forca-ao-mercado-farmaceutico/

O Canal farma continua em alta no 1º trimestre, mas abaixo da meta

“”
“”

Fonte: panoramafarmaceutico.com.br/2019/05/06/canal-farma-segue-em-alta-em-1-tri-mas-acima-de-a-meta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *