Anvisa recolher 200 lote de medicamentos para a pressão arterial – Imã de geladeira e Gráfica Mavicle-Promo

Losartana e valsartana podem estar contaminados com uma substância relacionada com o cancro

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vem adotando uma série de medidas após a detecção de impurezas, chamadas de nitrosaminas, os princípios ativos conhecidos como “sartanas”, como a losartana e a valsartana, que são os ingredientes utilizados na fabricação de medicamentos para a hipertensão (pressão alta). Uma das medidas já executadas pelo órgão é a determinação da recolha de lotes específicos do produto, buscando a proteção da saúde da população.

A recolha dos medicamentos para a hipertensão arterial, determinada pela Agência só afeta os lotes específicos de medicamentos, a estratégia adotada em vários países para os mesmos produtos. No Brasil, para além da recolha de lotes de medicamentos, as ações da Anvisa incluem a suspensão da fabricação, importação, distribuição, comercialização e utilização de insumos farmacêuticos ativos com suspeita de contaminação. No total, foram realizados 14 suspensões de três insumos (losartana, valsartana e irbesartana) de dez fabricantes internacionais.

Também foi determinada a fiscalização de todas as empresas fabricantes de medicamentos que contenham “sartanas” disponíveis no mercado brasileiro. Até o momento, foram avaliadas 29 empresas e 111 medicamentos comercializados em 2018. Com relação ao recolhimento, à totalidade dos lotes recolhidos já somam cerca de 200.

O Órgão também determinou a avaliação dos processos de qualificação de fornecedores de medicamentos para a hipertensão arterial, a base de “sartanas” e a realização de testes para os produtos com insumos farmacêuticos ativos com possível formação de nitrosaminas durante a sua síntese química, entre outras medidas.

“É importante notar que esta é uma ação conjunta, que envolve esforços da Anvisa e de todos os fabricantes de medicamentos, que estão ajudando a detectar quais são os lotes afetados pelo problema e, voluntariamente, levando em conta os produtos no mercado”, informa o gerente-geral da área de Inspeção e Vigilância Sanitária (GGFIS) da Agência, Ronaldo Gomes.

Para verificar a lista com os números de lotes dos medicamentos que devem ser recolhidos, clique aqui.

Riscos envolvidos nos lotes recolhidos de medicamentos para a tensão arterial

Embora o risco seja muito pequeno, estudos apontam que as nitrosaminas têm potencial ou provável o risco de causar câncer no caso de que os medicamentos sejam consumidos todos os dias, em dose máxima, durante cinco anos consecutivos.

Nestas condições, as autoridades europeias têm calculado que o risco de câncer associado ao consumo contínuo do medicamento é de 0,00017%, ou um caso para cada grupo de 6.000 pessoas. Portanto, o risco é muito baixo e está associado ao consumo diário e contínuo, em altas doses e por um longo período.

Por tudo isso, o Órgão esclarece que o consumo destes medicamentos não oferece perigo imediato para as pessoas que fazem uso deles e que eles são eficazes para o tratamento da pressão alta, mas recomenda-se que sejam trocados por outros de igual valor terapêutico.

Manutenção do tratamento

Para quem tem em casa o medicamento com o mesmo número de algum lote recolhido, a Agência indica que o tratamento da hipertensão não é interrompido até que se faça a troca por outro medicamento. De acordo com a Anvisa, existem diversas alternativas medicamentosas para terapias de pressão alta e, portanto, não há risco de desabastecimento ou a falta de medicamentos. Ou seja, há no mercado brasileiro de medicamentos da mesma classe terapêutica e com os mesmos princípios ativos e a concentração.

A mudança de que o medicamento deve ser feita sob a orientação de um médico ou um farmacêutico. O cidadão também pode entrar em contato com a empresa, por meio do serviço de atendimento ao cliente e solicitar a troca do seu medicamento figura na lista de lote recolhido.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: Shutterstock

10 razões para não misturar bebidas alcoólicas com medicamentos

Compartilhar:

Fonte: guiadafarmacia.com.br/anvisa-recolhe-200-lote-de-medicamentos-para-hipertensão arterial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *